António J. L. Ribeiro, nasceu a 7 de Dezembro de 1956 em Souto, Santa Maria da Feira. Deu início ao seu percurso musical aos 8 anos de idade na banda da sua terra natal. Aos 9 anos de idade integrou a Banda de Cucujães, Banda onde tocava seu pai. Aos 13 anos iniciou os seus estudos musicais na Academia de Música de Santa Maria, em Santa Maria da Feira, na classe de Trompete. Posteriormente estudou canto, composição, piano, e flauta transversal na classe do professor Maurício Dias Noites, tendo concluído o curso deste último instrumento com distinção.

Estudou piano no Conservatório de Música de Aveiro e Canto na Escola de Campo Alegre no Porto, onde integrou a classe do professor Oliveira Lopes.

Frequentou ainda, na Universidade Católica, o Curso de interpretação de canto gregoriano.

Como Flautista, em 1986 integrou a Orquestra das Escolas de Música Particulares (ano da sua fundação).

Depois de concluído o curso de Flauta Transversal, trabalhou com os professores, Olavo Barros e Wendy Quinlan. Frequentou vários cursos de flauta com Herbert Weisseberg, Jorge Caryebchi, Machtiild Caryebch, Patrick Galoise, entre outros.

Como Maestro, dirigiu várias bandas filarmónicas onde destaca a banda da sua terra natal, Banda Musical de Souto da Feira (onde criou uma das Escolas de Música de Banda mais conhecidas do país) e a Banda do Pinheiro da Bemposta, última banda que dirigiu.

Dirigiu várias Orquestras de cordas e de sopros e vários coros.

Estudou Direcção de Banda com os Maestros Alberto Roque, Major Monteso e mais recentemente com o Maestro Paulo Martins.

Estudou Direcção de Orquestra com o Maestros Osvaldo Ferreira tendo dirigido a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Castelo Branco.

Estudou Direcção de Coros com os Maestros Denis Dupays, Edgar Saramago e Herbert Velten. Com este último, estudou em Fátima, a partir de 1995, no Curso de Direcção Coral de Música Litúrgica, curso que viria a concluir em 1998.

Criou a primeira Banda Filarmónica de raiz numa escola pública portuguesa, na EB2,3 de S. João da Madeira onde é professor.

É comentador residente no festival de Bandas “Filarmonia ao mais alto nível”.
Na Composição, venceu vários concursos destacando o prémio mais recente no Concurso Nacional de Composição – Cidade de Aveiro, com a peça “As Montanhas do Mónaco”.

Estudou Composição com os Professores F. J. Stoiber e António Mário e Eugénio Amorim entre outros. Frequentou também na Universidade Católica, o Curso de Harmonia em Evolução com o professor Zsolt Gardonyi.

Algumas das suas composições são apresentadas na antena 2 em rubricas de novos compositores.

Tem vindo a realizar variadíssimos arranjos, por encomenda, para os mais diversos conjuntos instrumentais.
Presentemente, e desde o ano de 2006, estuda Composição e Orquestração, em privado, com o Professor e Compositor Russo, Evgueni Zoudilkine e com o compositor espanhol, Teodoro Aparício.

Como Professor, Exerceu o cargo de Director Pedagógico em várias escolas vocacionais de música. Leccionou a disciplina de Flauta Transversal até ao ano lectivo 2004 em várias escolas do pais, onde destaca a sua escola de formação, Academia de Música de Santa Maria – Feira.

Presentemente, é professor efectivo do 2.e 3.º ciclos no grupo de Educação Musical na Escola EB2,3 de S. João da Madeira.

Tens vários trabalhos de reflexão editados sobre os benefícios da música nas crianças.

É licenciado em Educação Musical.